24 de junho de 2016

Gavião-carijó pescador?

Dias atrás deparei-me com esta interessante fotografia do gavião-carijó (Rupornis magnirostris) com um peixe (cachorra, Hydrolycus sp) recém capturado nas garras. O registro foi realizado por Marcelo Aceto no município de Barra do Quaraí/RS. A imagem em si dá a entender que o gavião tenha "pescado" o enorme peixe. Mas.. nem sempre é o que parece.

Acredito que o peixe já estivesse morto e boiando na superfície da água ou agonizando, caso contrário o gavião não teria conseguido capturar o peixe. O gavião-carijó não possui adaptações morfológicas e ecológicas (ex. força, calos espinhosos, táticas de pesca) necessárias para capturar/segurar/matar um "peixão" como esse, que são fortes e bastantes ágeis abaixo d'água.

Segundo o autor da foto, o gavião apenas lançou-se na água e capturou o peixe com as garras, mas devido a distância da cena não foi possível observar muitos detalhes, se o peixe estava boiando morto ou não. Nesses meses de baixas temperaturas, não é raro deparar-se com cachorras e outros peixes boiando ou moribundos próximos a superfície da água, tornando-se presas fáceis para o gavião-carijó e outros rapinantes oportunistas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário