23 de setembro de 2019

Uiraçu (Morphnus guianensis) é redescoberto no Rio Grande do Sul


O raríssimo uiraçu (Morphnus guianensis), é redescoberto no Rio Grande do Sul após um século desde o último registro no Estado. O incrível registro foi realizado pelo ornitólogo Dante Meller no Parque Estadual do Turvo, noroeste do Estado.

Trata-se de um importante registro da espécie para o sul do Brasil, especialmente para o Rio Grande do Sul. Até então, era considerado extinto no território gaúcho, onde contava apenas com dois registros históricos, um na região de Taquara, antes de 1885, e outro em Santa Cruz do Sul, na década de 20.

O uiraçu se enquadra no grupo de rapinantes de grande porte estritamente florestais, que necessitam de extensas áreas de vegetação primária ou pouco modificada para sobreviver, incluindo a disponibilidade de itens alimentares (vertebrados de médio porte) e de sítios adequados para reprodução e abrigo. A alteração e a erradicação do habitat é um dos principais motivos do desaparecimento da espécie em vários trechos de Mata Atlântica no país.

Uiraçu (Morphnus guianensis) registrado no Parque Estadual do Turvo, RS. Foto: Dante Meller.


Parabéns Dante Meller!

Texto completo da divulgação do registro:

Um comentário: